×
Comentários desativados em Viajantes: Entrevista com Douglas Mann

Viajantes: Entrevista com Douglas Mann

Se você já deu uma sapeada nos canais da TV aos sábados, provavelmente se deparou com um dos programas de maior sucesso da Band Campinas: o Pop Station.

Esse programa é apresentado por nada mais nada menos que Douglas Mann, uma das principais personalidades da região e que, com sua forma despojada, traz novidades sobre entretenimento, lazer, moda e muita informação semanalmente.

Neste post, você vai acompanhar uma entrevista que fizemos com ele a respeito da carreira, dos hobbies e das inúmeras viagens que já fez por meio do programa. Continue a leitura e confira!

1. Como começou sua carreira na televisão?

Começou por acaso, pois eu costumava a fazer músicas em um estúdio e o produtor de lá também iniciou a produzir para a TV na mesma época. Com isso, ele me chamou para uma participação em um programa local.

Lembrei que uma amiga era diretora de uma emissora e propus apresentá-lo, a fim de levar o programa para outro canal. Quando a apresentação foi feita a essa diretora, basicamente quem vendeu o projeto foi eu e não meu amigo, por isso perguntei: “se eu ajeitar a emissora e os parceiros, produziria um programa meu?”

Foi o que aconteceu de fato, sendo que, por sorte, em cinco meses eu já estava na Band e hoje estou perto de completar 17 anos no ar!

2. O que você gosta de fazer no tempo livre?

O tempo livre é sempre uma benção, desde que seja bem aproveitado. Muitas vezes, cuidar da casa e das plantas me revigora. Fazer atividades que impulsionam o autoconhecimento também é uma constante na minha vida.

Além disso, é claro, eu amo viajar e explorar outros lugares, novas culturas, conhecer tradições diversas, fazer novos amigos etc. Inclusive, considero essa a atividade mais incrível na jornada humana em busca de crescimento em todos os sentidos.

3. Você sempre gostou de viajar ou essa paixão veio junto com o surgimento do Pop Station?

Sempre gostei, mas com a atração Pop Trip, que começou com as operadoras de turismo, essa paixão aumentou consideravelmente. São mais de 16 anos viajando para todos os cantos e registrando os momentos, os lugares, os amigos, as paisagens, as gastronomias e por aí afora.

Sou muito grato aos meus parceiros por essas oportunidades únicas e inesquecíveis!

4. Você costuma viajar sozinho ou acompanhado? De que maneira você prefere?

Sou o tipo de cara que gosta de estar no meio de gente. Sozinho eu fico em casa…(risos), ou melhor, nem sempre sozinho, já que tenho os cachorros, a minha esposa e o meu filho que está a caminho.

Gosto de viajar com os amigos, a minha mulher e os meus pais, afinal, para mim, descobrir novos lugares e viver novas experiências em comunhão é o que faz os momentos se tornarem inesquecíveis.

5. Quais são suas expectativas para suas viagens agora que será pai?

Que sejam mais repletas de cuidados. Não importa o destino, seja ele simples, seja ele luxuoso, sempre é bom ter cuidado e atenção para que fiquemos seguros, tranquilos e com amabilidade. É isso que realmente importa!

6. Já tem um destino em mente para levar seu filho na primeira viagem dele? Por quê?

Tenho vários! Com certeza levá-lo para ver o pôr do sol em Casa Pueblo e sentir a energia vital do meu nobre amigo Carlos Paez Villaró em Punta Ballena, no Uruguai.

7. Quantos destinos você já conheceu e qual é o seu favorito?

São mais de 30 destinos e todos estão registrados pelo Pop Station. Hoje temos a atração Expedition Yawanawá, que são documentários sobre a etnia no Acre. Talvez, essa tenha sido a experiência mais simples e apaixonante entre as minhas preferidas.

Porém, cada momento pede uma viagem diferente, sendo que a experiência única vivida em qualquer lugar, estando em boa companhia, faz com que todos os destinos por onde passei se tornem uma viagem preferida e inesquecível.

8. Qual o próximo destino dos seus sonhos? E o que te encanta por lá?

A Itália sempre será esse destino, porque o idioma, a gastronomia, as cidades medievais, os embutidos e a arte fazem desse país o lugar perfeito para te transportar do passado ao futuro em segundos.

9. Todo mundo que viaja enfrenta algum perrengue. Teve algum que você se lembra? Qual?

Ô!!! Em San Andrés, na Colômbia, fomos gravar em uma ilha que mais parecia um banco de areia no meio do oceano. Sem qualquer estrutura, guarda sol, cadeira ou qualquer outra coisa.

Tudo isso para ver arraias! No entanto, a lancha foi embora e fiquei lá com meu câmera como um náufrago (risos). A sorte é que outra lancha nos resgatou depois de horas.

10. Tem alguma história engraçada ou inesquecível de alguma das suas viagens?

Nada como ver seu cinegrafista fazendo lanches no café da manhã (vários), colocando tudo nos bolsos para comer mais tarde e, ao sair do restaurante do hotel, ser revistado pelo exército que interditou o local por conta da presença do presidente da República, ou seja, os lanchinhos foram confiscados (risos). Ainda bem que não prenderem ele.

11. Qual seu lugar favorito aqui na América Latina?

Uruguai, com certeza.

12. Você já foi até Punta del Este, certo? Você lembra como foi sua primeira vez lá e quais foram suas impressões da cidade?

Estive mais de 25 vezes em Punta! Na primeira vez, eu estava em Montevideo e fomos fazer um tour de um dia por Punta. Já estava no imaginário fazia tempo. Era verão e ver toda aquela gente bonita em um lugar seguro, organizado e com uma beleza natural incrível foi demais!

13. Se pudesse convencer alguém a conhecer Punta, quais pontos você destacaria e por quê?

Nem precisa convencer, pois é só falar sobre os restaurantes, da parrilla, do assado, das lojas, do doce de leite, do vinho, do azeite, dos resorts, dos cassinos, da arte e de gente bonita que já basta (risos).

14. Que tipo de viajante você é? Se hospeda em hotel ou hostel? Vai em restaurante 5 estrelas ou prefere aqueles escondidos? Vai nas principais atrações ou procura explorar pontos desconhecidos?

Na maioria das vezes, eu sou um viajante que busca conforto. Não é toda hora que você quer sair de casa para passar nervoso, ainda mais nas férias ou em momentos que precisa descansar. Gosto de viver qualquer experiência com qualidade.

Prefiro encontrar lugares pitorescos, onde as pessoas comuns da região vão. As atrações principais podem ser passagens mais rápidas caso estejam com muita gente, senão estiver, aí faz parte conhecer os cartões postais e as histórias.

Por isso, ir duas vezes a cada destino é legal. Uma vez, faz aquela correria, interage com tudo de forma mais breve, e na segunda vez com mais calma, vai para curtir o que mais gostou sem tanta ansiedade de ver tudo em poucos dias, ficar cansado e não aproveitar direito.

Bom, não tem como negar que as experiências de viagem do nosso amigo Douglas Mann foram incríveis, não é verdade? Portanto, aproveite as dicas que ele deu e se inspire para achar bons locais de fazer eventos corporativos, mas sempre com um bom planejamento e prezando pela segurança. Até a próxima!